Mecanismos da Doença Segundo a MTC – Por Camille Elenne Egídio

Tempo de leitura: 6 minutos

A Medicina Tradicional Chinesa (MTC) entende que a saúde é o resultado do equilíbrio harmonioso entre Yin e Yang, ou seja, entre a matéria e a energia. Quando este equilíbrio é perturbado, aparecem as doenças. Assim, os fatores que originam as doenças podem ser Constitucional (congênito ou genético), Fatores Patogênicos Externos (alterações climáticas), Fatores Patogênicos Internos (alterações emocionais) e os Fatores Nem Internos e Nem Externos (incluindo estilo de vida, vírus, bactérias, drogas e afins).

Fatores Externos – 6 Excessos

vento
ventania

1) Vento (Período da Primavera – Natureza Yang): as moléstias causadas pelo Vento geralmente surgem repentinamente e mudam com rapidez, podem estar acompanhadas de sintomas como: vertigens, dores migratórias, câimbras e contraturas musculares. O vento é considerado o Excesso que carrega outros excessos para o interior do corpo. Quando o Vento ataca a pele, é comum surgir prurido; quando ataca as vias aéreas superiores, surgem irritação na garganta e nariz; quando atacam os músculos, rigidez e tensão.

2) Frio ( Período do Inverno – Natureza Yin): o Frio tende a causar estagnação devido ao fato de debilitar o Yang do corpo, e é justamente esta estagnação a principal causa das moléstias relacionadas a esse Excesso. Um dos principais sintomas apresentados na presença do Frio é a dor. A dor é causada pela obstrução no fluxo de energia (Qì) e sangue (Xuè). Quando o Frio ataca os músculos, é comum a presença de dores musculares e articulares; quando agride o Pulmão, temos os resfriados; quando ataca as vísceras, temos cólicas e espasmos.

calor

3) Calor ou Fogo (Yang): o Calor geralmente é um distúrbio causado por outros Excessos que se transformam em Calor dentro do corpo, como por exemplo: as inflamações e infecções que geram febre. Na presença de doenças causadas pelo Calor, as excreções do corpo tornam-se escuras ou amareladas, pegajosas e/ou com cheiro desagradável. Podem aparecer ainda sintomas de queimação durante a micção ou evacuação, por esta razão o Calor é muitas vezes chamado de Fogo.

secura

4) Secura (Período do Outono – Yang): a secura agride os líquidos corpóreos, o que pode causar boca seca, rachaduras  nos lábios, descamação da pele, tosse seca e intermitente, constipação intestinal e sede. A falta de ingestão de líquidos por longo período e consumo excessivo de alimentos de natureza quente (certos condimentos, frituras, gorduras, etc) podem gerar sintomas similares aos desse Excesso.

umidade

5) Umidade (Período Final do Verão – Yin): em geral, esse Excesso aparece durante o tempo úmido ou quando o indivíduo entra em contato com a umidade por um longo período. As características principais da Umidade são: lentidão, sensação de peso e distensão. Quando a Umidade ataca as articulações, temos presença de limitação de movimento e inchaço; quando ataca músculos, temos a presença de flacidez; quando ataca as vísceras, temos distensão abdominal, diarreia e borborigmos; quando agride as vias aéreas, temos catarro e coriza.

6) Calor do Verão (Período Verão – Yang): como o próprio nome já diz, esse Excesso é originado do Calor do Verão, como uma insolação. A transpiração excessiva associada à pouca ingestão de líquidos, também é uma fator importante no surgimento dos sintomas da invasão deste Excesso, que são especialmente: boca seca, febre, cefaleia, cansaço e hiperemia.

Fatores Internos – 7 Emoções 

As sete emoções são: alegria, raiva, preocupação, melancolia, medo e terror (pânico) e estão inter-relacionadas com os 5 Elementos da MTC. Estas emoções  são consideradas normais quando não são excessivas, porém podem levar à doença se forem mantidas por demasiado período de tempo. Tais emoções afetam os Zang Fu de acordo com suas relações com os 5 Elementos e desequilibram o Yin e Yang. Na Medicina Ocidental, as doenças causadas pelos Fatores Internos são denominadas doenças psicossomáticas.

Fatores Nem Interno e Nem Externo

Esses Fatores são os mais complexos de serem tratados, pois dependem muito da colaboração do paciente para que possamos obter resultados satisfatórios, uma vez que os desequilíbrios são causados basicamente pelo Estilo de Vida da pessoa. Assim, o déficit quantitativo e qualitativo da ingestão dos alimentos, horários inadequados de alimentação e sono, jornadas de trabalho excessivas, falta ou excesso de atividades físicas, consumo excessivo de álcool, cigarro e drogas, serão os principais causadores das doenças.

Desta maneira, o desenvolvimento das doenças depende basicamente de dois fatores : a resistência do corpo e a força dos patógenos (fatores causadores da doença). Se a resistência (imunidade, saúde dos órgãos e vísceras – Zang Fu – equilíbrio emocional, entre outros) do corpo estiver forte, a doença não consegue invadir o corpo. No entanto, a MTC acredita de 90% das doenças têm origem nas alterações e desequilíbrios emocionais, portanto elas já estão dentro do corpo, basta se desequilibrar e elas serão ativadas. Por esta razão, é dada muita ênfase à prevenção da doença e/ou no tratamento precoce das desarmonias. No famoso livro Huángdi (黃帝) Nèijīng (内經), considerado a “bíblia” da Acupuntura, está escrito que “tratar uma doença após sua manifestação é como esperar ter sede para cavar um poço”.

Assim é a visão da MTC em relação às doenças, você deve primeiro aprender a “ler” o corpo para entender os desequilíbrios antes que eles se tornem uma doença, a questão é que as pessoas em geral somente procuram tratamento quando os sinais e sintomas já estão presentes há muito tempo e, portanto, a moléstia já está instalada no organismo.

Por isso, procure ajuda já quando os primeiros sintomas de desequilíbrio se manifestarem, não ache normal ter dores de cabeça com frequência, insônia, falta ou excesso de apetite, desânimo, tristeza, azia, constipação intestinal, dores musculares, dentre muitos outros. Afinal de contas, como já diziam nossos avós… “prevenir é melhor do que remediar!”

Camille Elenne Egídio é acupunturista há mais de 15 anos, professora e coordenadora dos cursos do Instituto Long Tao.

23 Comentários


  1. Muito esclarecedor , muita informação legal, me ajudou bastante a rever matéria ja estudada no curso.

    Responder

  2. Por GENTILEZA teria como me encaminhar a figura da estrela. Fico no aguardo obrigada.. Parabéns pelo seu texto

    Responder

  3. acho muito importante a formaçao que vcs tao dando por iste meio leva adquirir bons conhecimentos para bens

    Responder

  4. Muito interessante se houvesse consciência de todos sobre o assunto…!

    Responder

  5. Texto curto, porém rico de informações. Sou enfermeira sanitarista, acupuntora e Designer.

    Responder

    1. Olá Judite, fico feliz pelo elogio.

      Obrigada por participar do nosso blog.

      Att.,
      Camille Elenne Egídio – Diretora Geral do Instituto Long Tao.

      Responder

  6. Esses artigos contribuem muito para nossa formação e reciclagem. Um abração Camille!

    Responder

    1. Obrigada pelos elogios e por participar do nosso blog, Sonia Martins.

      Atenciosamente, Camille Elenne Egídio – Diretora-Geral do Instituto Long Tao.

      Responder

    1. Obrigada pelos elogios e por participar do nosso blog, Sonia Martins.

      Atenciosamente, Camille Elenne Egídio – Diretora-Geral do Instituto Long Tao.

      Responder

    1. Olá Sonia, nós da Equipe Long Tao ficamos muito felizes que tenho apreciado a nossa matéria.

      Obrigada por participar do nosso blog,
      Camille – Diretora-Geral do Instituto Long Tao.

      Responder

Deixe uma resposta para Adriane Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *