Hipertensão Arterial na MTC – Por Camille Elenne Egídio

Tempo de leitura: 4 minutos

A pressão arterial é aquela exercida nas artérias pela circulação do sangue bombeado pelo coração. Um nível adequado de pressão mantém um fluxo de sangue satisfatório, o que proporciona ao organismo oxigenação, alimentação e permite que sejam feitas todas as trocas metabólicas necessárias à manutenção da vida. Seus valores normais situam-se entre 120mmHg (sistôle) e 80mmHg (diástole), aumentando um pouco com a idade. Níveis mais elevados do que estes indicam a hipertensão.

A hipertensão arterial sistêmica (HAS) é uma das enfermidades mais comuns no mundo, e suas principais causas são: a hereditariedade, a obesidade, o sedentarismo, o alcoolismo, o estresse, e o envelhecimento. No Brasil, estima-se que um em cada cinco habitantes seja portador dessa doença. A hipertensão é seis vezes mais freqüente em indivíduos de meia-idade e idosos do que em jovens, contudo, algumas crianças ou jovens adultos podem apresentar a hipertensão caso tenham alguma cardiopatia ou algum problema sangüineo de nascença.

Os principais sinais e sintomas clássicos da hipertensão são:

  1. Dor de cabeça na nuca ou região occipital, muitas vezes associada com vertigens e tontura;
  2. Zumbido nos ouvidos;
  3. Visão embaçada ou com a sensação de ver pequenas “estrelinhas”;
  4. Sangramento nasal;
  5. Rosto e olhos vermelhos;
  6. Sudorese excessiva;
  7. Sensação de calor constante;
  8. Insônia;
  9. Irritabilidade ou impaciência;
  10. Palpitação.

Na Medicina Tradicional Chinesa (MTC), a etiologia da hipertensão está especialmente relacionada com síndromes do Fígado e do Rim. Mas existem 4 padrões principais de diagnóstico para a hipertensão, são eles: Plenitude Calor do Fígado (Calor no Fígado); Ascensão de Yang de Fígado (vazio de Yin do Fígado); Vazio de Yin e/ou Yang de Rim (deficiência de Yin ou Yang do Rim); Estagnação por Excesso de Mucosidade (mucosidade no Aq. Sup.).

Os principais sinais e sintomas de acordo com cada síndrome são:

1)    Plenitude Calor do Fígado

Hipertensão, cefaléia (generalizada, no vértice ou nas têmporas) e tonturas que agravam com calor e estados de irritabilidade, face vermelha, olhos vermelhos, hemorragia nasal, boca e garganta secas, irritabilidade e/ou tendência para acessos de raiva, língua vermelha com saburra amarela, pulso forte e rápido.

2)    Subida de Yang do Fígado devido a Vazio de Yin

Hipertensão, tonturas, cefaléia, acessos de calor, zumbidos, insônia, irritabilidade, dormência ou tremor dos membros, sintomas agravam com irritabilidade ou calor, lombalgia que melhora com pressão e está associada a cansaço, fraqueza dos membros inferiores e zona lombar, urina escura, língua vermelha sem saburra ou com saburra muito fina, pulso fino, superficial e rápido.

3)    Vazio de Yin e Yang do Rim

Hipertensão, tonturas, zumbidos, cefaléia, lombalgia tipo que melhora com pressão, alterações urinárias (micção nocturna), fraqueza dos membros inferiores, astenia física, palidez e maçãs do rosto vermelhas, membros frios, sede, pulso lento e profundo, língua pode apresentar-se normal ou com tom avermelhado pálido e com saburra.

4)    Estagnação por Excesso de Mucosidade

Hipertensão, cefaléia e tonturas acompanhadas por sensação de peso na cabeça, sensação de peso no corpo, sensação de pressão torácica, alterações de apetite, língua com saburra branca e pegajosa, pulso deslizante.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), as principais complicações da hipertensão arterial não tratada são:

1)    Acidente Vascular Encefálico (A.V.E.);

2)    Infarto Agudo do Miocárdio (I.A.M.);

3)    Aterosclerose;

4)    Insuficiência Cardíaca;

5)    Aneurismas Vasculares (dilatação de vasos) e Ruptura;

6)    Arritmias Cardíacas;

7)    Insuficiência Renal;

8)    Lesões Oculares (sobretudo na retina);

9)    Emergência Hipertensiva;

10)  Morte Súbita.

As principais causas da hipertensão segundo a OMS são: a obesidade, sedentarismo, o estresse e o consumo excessivo de álcool, tabaco, sal e lipídeos.

A acupuntura consiste em se aplicar agulhas finíssimas e apropriadas em pontos estratégicos que ficam sobre os “Meridianos” (canais por onde passa a nossa energia) a fim de reequilibrá-la. No entanto, assim como se procede em todas as outras afecções, deve-se primeiramente avaliar adequadamente quais são os agentes causais da hipertensão em cada paciente individualmente, e só então determinar quais os meridianos e os pontos a serem tratados. Além da Acupuntura, a MTC ainda possui outras técnicas incríveis para este tratamento, incluindo a Fitoterapia, a Dietoterapia, o Gua Sha , o Tuiná e a Ventosaterapia.

Os resultados apresentados com o uso da acupuntura e as técnicas afins no combate à H.A.S. são comprovadamente eficazes e duradouros.

Camille Elenne Egídio é acupunturista há mais de 15 anos, professora e coordenadora dos cursos do Instituto Long Tao.

3 Comentários


  1. Além das dicas citadas no artigo acima creio também que o consumo de verduras,legumes,frutas,hortaliças,carnes magras,leite desnatado e derivados do leite,na versão light e também hábitos de vida saudáveis são essenciais para o controle da hipertensão;como também temos de sempre lembrar de evitarmos alguns tipos de alimentos como os industrializados,comidas congeladas vendidas no supermercado,embutidos,enlatados e alimentos que contêm muito sal ou sódio, como biscoitos, bolos prontos, pão de forma, caldos de temperos, biscoito cream cracker, batata chips e batata palha.
    É importante reduzir a quantidade de sal e de sódio na alimentação para apenas 5 gramas diários.

    Responder

    1. Obrigada por participar do nosso blog.
      Atenciosamente, Camille Elenne Egídio – Diretora-Geral do Instituto Long Tao.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *