Barras de Access | Por Vanessa Marques

Tempo de leitura: 3 minutos

A Barra de Access é um tratamento energético que promove a expansão da consciência humana. Ele foi criado em 1990, pelo norte-americano Gary Douglas, em conjunto com dezenas de processos corporais e verbais, chamados de Access Consciousness. Estes processos foram desenvolvidos para permitir acesso à consciência e o empoderamento pessoal a partir do uso da energia e da frequência de pensamentos. Atualmente, a técnica está presente em 173 países e vem sendo usada por mais de 30 mil pessoas nos últimos 25 anos. A terapia de Barra de Access proporciona mudanças de vida pela liberação de energias acumuladas no campo energético das pessoas, que na maior parte das vezes atua em nível inconsciente em diversas áreas da vida.

É um processo feito a partir de toques suaves em 32 pontos energéticos em torno da cabeça que armazenam toda corrente eletromagnética das sinapses neurais que criam os padrões comportamentais e reações programadas. Cada ponto possui registros de milhares de informações limitantes que, por sua vez, impedem o funcionamento normal e facilitado que qualquer processo na vida deveria ter. Quando um terapeuta ativa as barras, inicia-se a liberação destes registros, ajudando-nos a ver além dos padrões que usamos e dos problemas que passamos até então. É como se dessemos um “delete” nos arquivos pesados. Esse procedimento permite que haja mais espaço disponível para receber novas informações e criar algo completamente novo. A terapia das Barras® tem atuado significativamente e ajudado milhares de pessoas em casos de ansiedade, depressão, emagrecimento, dores e limitações físicas, toc, autismo, escassez, compulsões e na capacidade de deixar hábitos, colaborando para uma nova visão de vida de um modo geral e amplo.

BARRA DE ACCESS PARA A NEUROCIÊNCIA

Recentemente, as Barras de Access começaram a ser pesquisadas pela comunidade científica. Os próprios fundadores do Access Consciousness solicitaram um estudo ao neurocientista Ph.D, Dr. Jeffrey L. Fannin. O pesquisador analisou e mapeou, a partir de eletroencefalogramas, como se comportavam as ondas cerebrais antes e depois da aplicação da Barra de Access.

Inicialmente, o cérebro mapeado demonstra uma atividade normal intensa, com altas frequências de funcionamento da mente de uma pessoa, conhecidas como ondas deltas. Depois da sessão de Barras, os gráficos demonstram uma diminuição significativa dessa atividade cerebral, especialmente nas áreas de concentração, foco e atenção.

Para mostrar a eficácia do tratamento, Dr.Fannin comparou registros de ondas cerebrais feitos com praticantes de meditação avançada – pessoas que praticam cerca de duas horas diariamente – onde observou um alinhamento da fase e da coerência entre as ondas cerebrais e a as ondas de batimento cardíaco. Segundo ele, esta sintonia permite que as pessoas tenham experiências mágicas e elevação espiritual consciente, alinhando a energia dos chakras.

O neurocientista ainda explica que o tálamo é a parte do cérebro que regula as frequências. Acima dele está a porta talâmica, onde se encontram as células reticulares, que se conectam a outras células que crescem além do cérebro e terminam no chakra da coroa. Este chakra se comunica com o campo quântico de informações presentes no Universo, funcionando como uma antena humana.

Como a mente atua em baixa frequência depois da aplicação da Barra de Accesss, torna-se possível receber mais livremente as frequências do Campo Quântico do Universo – algo muito próximo ao estado meditativo. De acordo com Dr. Fannin, essas informações entram pelo corpo a partir da porta talâmica e as frequências são distribuídas ali, convertendo-se em ressonância. Isso traz diversos benefícios, além do equilíbrio físico e mental.


Vanessa Marques é Acupunturista e professora do Instituto Long Tao.

Este texto foi enviado pelo profissional mencionado e seu conteúdo é de sua total responsabilidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *