Neuropatia Diabética na Visão da MTC – Por Camille Elenne Egídio

Tempo de leitura: 2 minutos

A neuropatia diabética consiste basicamente no dano dos nervos do corpo, que ocorre devido aos altos níveis de açúcar no sangue em decorrência do diabetes. As lesões nervosas são causadas pela diminuição do fluxo sanguíneo, aumento da resistência periférica e alterações de permeabilidade vascular.

Os sintomas geralmente se desenvolvem lentamente ao longo de vários anos, e dependem dos nervos que são afetados. Inicialmente é comum o aparecimento de formigamento (parestesia)  nos braços e pernas, que normalmente têm início nos dedos das mãos e dos pés. Também podem ocorrer dores intensas, hipo ou hipersensibilidade, sensação de frio glacial nas extremidades ou sensação de queimação, fraqueza do grupo muscular associado ao nervo lesado, o que leva ainda à dificuldade de caminhar, levantar objetos mais pesados e/ou segurar objetos pequenos, edema e limitação de movimentos.

Segundo a MTC o Diabetes Mellitus (糖尿病 – Tángniàobìng) é uma moléstia denominada de ‘Xiāo Kě (消渴)’ caracterizada pela polidipsia (sede excessiva), polifagia (fome excessiva) e poliúria (urinar excessivamente). As síndromes de tais sintomas são:

a) Polidipsia causada presença de Calor (热);
 
b) Polifagia por presença Calor (热) do Estômago (胃);
 
c) Poliúria causada por Deficiência (虚) de Rim (肾).
 
A etiologia desta moléstia consiste em 3 causas principais:
raiva
a) Danos ao Fígado devido a alterações emocionais:
 
– Guardar raiva, ressentimentos, mágoas e frustrações a longo prazo estagnam o Qì de Fígado e posteriormente produz Calor;
comida

b)  Danos ao Baço e Estômago causados por alimentação inadequada:

– Excesso de Doces e Frituras geram Fleuma e Calor;

c) Deficiência de Rim:

rim

– Constitucional;

– Adquirida: excesso de trabalho e/ou sexo;

– Envelhecimento.
 
O objetivo do tratamento através da Medicina Tradicional Chinesa (MTC) é controlar o Diabetes e os índices glicêmicos dos pacientes através do reequilíbrio energético dos Zang Fu (órgãos e vísceras) afetados, bem como tratar os locais lesados pela neuropatia com acupuntura, eletro-acupuntura e técnicas complementares (magnetoterapia, moxaterapia, ventosaterapia, entre outras). A fitoterapia também é um recurso muito eficaz no tratamento e prevenção do Diabetes.
 
Se você ou algum familiar apresenta esses sintomas, não hesite em procurar um profissional habilitado para te ajudar.
 
Camille Elenne Egídio Acupunturista há mais de 15 anos,  professora e coordenadora-geral do Instituto Long Tao.

12 Comentários


  1. Associado ao que já foi falado , acho muito importante uma alimentação adequada aos quadros energéticos

    Responder

  2. Sensacional gostei muito…e ai qual a possibilidade de Cura Total? abs Rubens.

    Responder

    1. Olá Rubens, a possibilidade para cura de qualquer doença é o tratamento adequado em conjunto resposta fisiológica do paciente, impossível determinar isso com precisão. Obrigada por participar do nosso Blog. Att, Camille Elenne Egídio – Diretora-Geral.

      Responder

  3. Oi Camille, ótimo artigo. Mas e quando a neuropatia não é por causa da diabete e sim pela compressão do nervo a nível de coluna cervical, causando polineuropatia de MMSS, com parestesia e hipossensibilidade? O tratamento será o mesmo? Vc acha que a acupuntura pode restabelecer a sensibilidade das mãos? Tem nas pernas tbem devido artrose em toda coluna lombar e S1.Sei que tenho que passar vários outras infoemações, mas só queria saber se o tratamento é o mesmo com diabetes ou sem ela? Obrigada.

    Responder

    1. Olá Mara, alguns pontos poderão ser os mesmos, mas a proposta de tratamento sem dúvidas será outra, pois na neuropatia diabética temos um processo de estase de sangue que gera o quadro por não oxigenar corretamente as áreas afetadas, então o nosso foco é remover a estase e tratar a neuropatia. No caso de polineuropatias por compressão nervosa, o foco será utilizar técnicas que diminuam o quadro inflamatório, relaxem a musculatura paravertebral e melhorem a circulação local, possibilitando maior mobilidade da coluna e a possível descompressão da raiz nervosa. Para isso poderão ser utilizadas manobras de Tuiná, Ventosaterapia, Moxabustão e Eletroacupuntura, além dos Microssistemas que poderão agir paralelamente ao tratamento principal.

      Espero ter esclarecido sua dúvida, obrigada por participar do nosso blog. Att, Camille Elenne Egídio – Diretora-geral do Instituto Long Tao.

      Responder

      1. Sinto muito por saber disso, a acupuntura e terapias integrativas podem ajudá-lo. Sugiro que procure um profissional habilitado para avaliar seu filho.

        Obrigada por compartilhar conosco.

        Att.,
        Camille – Diretora Geral do Instituto Long Tao.

        Responder

    1. Olá Lygia, fico feliz que tenha gostado da nossa matéria.

      Obrigada por participar do nosso blog!

      Cordialmente,
      Camille Elenne Egídio – Diretora-Geral do Instituto Long Tao.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *